Bannière

[ Inscrivez-vous ]

Newsletter, Alertes

Crime digital custou milhões de dólares às empresas quenianas em 2018, diz relatório

Nairobi, Quénia, 19 maio (Infosplusgabon) – As empresas quenianas perderam enormes quantias de dinheiro por causa de criminosos online, no último ano fiscal, por meio de gastos diretos e indiretos com crimes cibernéticos.

 

De acordo com um relatório da empresa de segurança cibernética Serianu, instituições financeiras como bancos, seguradoras e instituições de microcréditos são as mais afetadas.

 

De acordo com o relatório, dois milhões e 300 mil dólares americanos foram perdidos por fraude informática, um milhão de dólares americanos por e-mail, 700 mil dólares americanos por cheques falsificados e 660 mil dólares americanos por roubo de identidade.

 

O Auditor Geral, Edward Ouko, também acrescentou durante um debate organizado, em Nairobi, que a cibersegurança deve ser uma preocupação para todos e não apenas para o departamento de TIC de uma empresa.

 

Os ataques online têm o potencial de arruinar a reputação duma empresa e resultar em enormes perdas comerciais, disse.

 

Em resposta à crescente ameaça da cibercriminalidade, em 2017, o Banco Central do Quénia (CBK) adotou uma nota de orientação sobre a cibersegurança das instituições públicas.

 

Esta nota enumera os requisitos mínimos para a prevenção do cibercrime ao nível da empresa. Um dos requisitos é que os membros do conselho de uma empresa compreendam os problemas de segurança cibernética e as ameaças potenciais à empresa.

 

A CBK exige igualmente que as empresas efetuem controlos regulares para garantir que estão protegidas contra o roubo eletrónico.

 

 

 

FIN/INFOSPLUSGABON/RED/GABON2019

 

 

 

© Copyright Infosplusgabon

Qui est en ligne!

Nous avons 2210 invités en ligne

Publicité

Liaisons Représentées:

Newsflash

DEPÊCHES